Como funciona?

Pague quanto você achar que vale o serviço que você recebeu!

domingo, 30 de setembro de 2012

Yorkshire: Montaigne - Caso de Ansiedade

Este é o fofo do Montaigne, sua dona é a Alexia, uma amiga minha que fez inglês comigo nos tempos escolares. Este ano, quando eu voltava de São Paulo para Brasília dentro do avião, a reencontrei e naquela conversa de "o que você anda fazendo", disse que estou adestrando cães. Ela logo começou a me falar que tinha um cão que estava precisando urgentemente ser adestrado e que ela me ligaria. O tempo passou e ela me ligou falando que a mãe dela já havia contratado um outro adestrador, mas agradecia a atenção. Conversei com ela sobre como estava sendo o adestramento e parecia estar tudo dentro dos conformes. Um tempo depois, ela parou com o adestramento por falta de dinheiro, mas o comportamento do cãozinho deixava bem claro que ele precisava urgentemente de adestramento e foi quando ela me chamou para fazer o trabalho com o Montaigne. Na avaliação percebi que ele era um cão muito dominante: queria atenção o tempo todo pegando o brinquedo e exigindo que brincássemos com ele, latindo, virando a tigela de ração e fazendo muito barulho; enfim, fazendo de tudo para ser o centro das atenções e enquanto ele fazia isso, a Alexia e sua irmã Andrea me contavam que o Montaigne estava acordando a casa latindo às 5h da manhã e que para acalmá-lo, elas estavam colocando-o em cima de um armário e assim ele aguentava esperar até a hora de descer para fazer xixi. E o xixi, ele estava fazendo na casa inteira: embaixo da cama, nos pés dos móveis de madeira... em tudo. Entre outras coisas que estava incomodando. Resolvemos iniciar o trabalho. Trabalhei a dominância dele com o elas, mostrei que elas faziam tudo que ele queria e mostrei como elas deveriam agir para deixar de fazer isso; falei muito de mudança de atitude. Trabalhamos o passeio, porque o Montaigne era extremamente agoniado, puxando a guia e arrastando as patinhas de trás no chão, desesperado para ir mais longe do que elas deixavam. Trabalhamos isso e ele aprendeu, contra a vontade, a andar junto ao lado da dona que o estava levando para passear. E não é que o espertinho para demonstrar que não admitia ser dominado no passeio começou a fazer xixi nelas enquanto passeava? Impressionante. E em mim ele não fazia! Engraçado, não? Pois é, trabalhamos mais o passeio e hoje ele já quase não faz mais esta rebeldia. Quando fomos trabalhar os comandos no apartamento, elas me mostraram o que ele já sabia fazer: sentava, dava patinha e deitava. Automaticamente, sem nenhum comando, de um jeito completamente robotizado. Percebi que ele apenas tinha aprendido a sequência e que não sabia efetivamente os comandos de sentar, deitar e dar a patinha. Ensinei então como fazer para que ele fizesse a ação que fosse pedida. E para isso ensinei a elas a pedirem os comandos de sentar, dar a patinha esquerda ou a direita, girar em torno do seu próprio eixo e deitar, tudo isso na ordem e sequência que elas pedissem. Bom, isso ele aprendeu rápido e fácil. Na última aula que fui lá, completamos um mês de adestramento e elas estavam super felizes com o progresso, disseram que o Montaigne está mais tranquilo, feliz, fofo, que agora elas sentiam prazer em passear com ele, que ele estava mais calmo e muito carinhoso. Iniciamos então o trabalho para que ele não saia desesperado na porta quando esta é aberta e espero que isso esteja perfeito na próxima aula...
Ps: Postagem em construção.

2 comentários:

  1. Olá Sofia,

    Estamos muito felizes e agradecidas pelas imensas mudanças que você tem nos ajudado a fazer com o adestramento do Montaigne.
    Hoje, sábado, eu acordei às 8h e ele ainda estava quetinho e pelo visto dormindo.
    É um milagre!
    Estamos todos convivendo com mais harmonia e sei que sua participação tem sido mesmo fundamental para isto.
    Que alegria sinto em cada aula que aprendemos algo novo com você.
    Tem ajudado o nosso cachorro a ficar mais calmo, fofo, comportado... e por assim vai.
    Tenho certeza que os vizinhos também estão mais felizes.
    Até a próxima aula.

    Beijo,
    Alexia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nhaaaaaaaaaa, que fofa você!
      É um prazer poder ajudá-las, mas na verdade, o trabalho foi de vocês. Eu só analisei o caso, montei o treinamento e vocês colocaram a mão na massa. Graças ao esforço de vocês de andar junto com ele, ensinar os comandos e tratá-lo da maneira correta, ele conseguiu ter todas estas mudanças positivas.
      O Montaigne é muito lindinho mesmo, bom demais acompanhar todo este progresso.
      Beijos e até semana que vem.

      Excluir