Como funciona?

Pague quanto você achar que vale o serviço que você recebeu!

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Conheça a história do meu mestrado sobre Comportamento Canino

Estou um pouco ausente no blog e não tenho atendido a muitas solicitações de adestramento. Peço desculpas por isso, mas é por uma causa maior... 
Como vocês já devem saber, sou formada em biologia pela Universidade de Brasília (UnB) e trabalho com adestramento desde que me formei em 2010. 
Em 2013, comecei a sentir muita falta da universidade e resolvi fazer mestrado. Procurei em várias faculdades para saber qual teria uma abordagem que melhor se encaixasse nas ideias que eu tinha na cabeça. Quando conheci a Psicologia Ambiental, fiquei encantada. Eles usam vários conceitos da biologia, porém, com outros nomes, uma outra visão e interpretação sobre o mesmo fato. Conversei com a Isolda Günther que me acolheu de braços abertos... mesmo eu querendo trabalhar com coisas que ela não trabalha. Após estudar muito, entendo que na verdade, não interessa o que você estuda, o que importa é o domínio do método científico para a produção de conhecimento. Em 2014, entrei no mestrado do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações. Já no primeiro semestre peguei Psicologia Social Avançada com o professor Fábio Iglesias e aprendi coisas incríveis, uma nova lógica de raciocínio sobre o mundo e sobre as relações sociais. Minhas ideias se expandiram, tive vontade de estudar muitas das coisas que ele ensinou. Ainda no primeiro semestre tive aula com a professora Juliana Porto sobre Planejamento de Pesquisa em Psicologia e vi que a forma de fazer pesquisa que eu conheci na biologia era apenas uma das maneiras de contribuir com a ciência, a pesquisa em psicologia se mostrou muito desafiadora ao evidenciar a necessidade de um delineamento de pesquisa que te permita estudar o aspecto que você deseja em uma população por meio de uma amostra e tirar conclusões que possam ser generalizáveis. No segundo semestre, novamente com o professor Fábio Iglesias aprendi a transformar os fatos em números e analisá-los por meio da estatística inferencial, uma das partes mais importantes de qualquer pesquisa científica (suor e neurônios a mil). No terceiro semestre, fiz a disciplina Instrumentos Psicológicos com o professor Luiz Pasquili, patrimônio histórico em medidas psicológicas, com ele aprendi a construir um bom instrumento, que medisse o que eu pretendia medir e me ajudasse a fazer as inferências que eu precisava. Conversando com a minha orientadora Isolda, acabamos decidindo por fazer o projeto de mestrado utilizando um instrumento (Canine Behavioral Assessment & Research Questionnaire, C-BARQ) desenvolvido e validado nos Estados Unidos por Yuying Hsu e James Serpell em 2003, traduzido e validado para o Japão em 2011 e para o Irã em 2015.
No meu mestrado já fiz a tradução e adaptação deste instrumento para o contexto brasileiro e estou coletando dados sobre o comportamento dos cães do Brasil inteiro para validar o instrumento para o nosso país. Resolvi manter o mesmo nome para o questionário, apenas adicionando nosso país ao final "C-BARQ BRASIL". Para responder a este questionário sobre o comportamento do seu cão, basta você acessar o link: www.surveymonkey.com/r/cbarq-brasil
Você pode responder um questionário para cada cão que você tiver, mas você não pode responder mais de uma vez para um mesmo cão. Estou precisando de respostas sobre mais cães, então, se vocês puderem me ajudar a divulgar o questionário no Estado de vocês e para pessoas de outros Estados, ficarei muito grata. É muito importante ter respostas de todos os estados, pois caso contrário terei que colocar uma ressalva, dizendo que não há dados suficientes para dizer se o instrumento é válido para um determinado Estado. Estou com muita dificuldade em ter respostas das regiões Norte e Nordeste do Brasil. Agradeço por toda e qualquer colaboração.

Ps: Quanto ao adestramento, não tem me sobrado tempo para adestrar, então, só faço algumas consultorias quando o caso é muito grave. Para vocês não ficarem sem referência, dei um curso de 2 anos para a Cíntia aprender a adestrar. Ela segue a mesma linha que eu e faz um acompanhamento bem de perto para que você aprenda a lidar com o seu cão. Entre em contato com ela pelo telefone 8422-3761 e solicite o adestramento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário