Como funciona?

Pague quanto você achar que vale o serviço que você recebeu!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Treinamento violento

Sou contra todo e qualquer tipo de treinamento violento ou agressivo. Mesmo que seja só para ensinar o "Não", fazer coisas para assustar seu cão, causar incômodo ou machucá-lo. Porém, estamos tão acostumados a brigar, que treinar sem agressão parece impossível. Entretanto, quando começamos a compreender como a mente do cachorro funciona, o treinamento livre de crueldade é a única solução.
Quando aprendemos a nos comunicar com os cães, entendemos o que eles nos dizem, reduzimos o estresse, evitamos o medo e não damos razão à violência. A compreensão é a maior chave para uma vida saudável e agradável com seu cão.
Eu sempre falo que "o cão não entende português... nem inglês, nem japonês, mas eles são expert em linguagem corporal". Então, é esta a comunicação que temos que usar: ficar em silêncio e observar o que estamos falando para nossos cães.
É óbvio que quando damos sinais de alegria o cão fica feliz e tranquilo, mas quando damos sinais de raiva ou chateação, o cão fica com medo e ansioso, precisando se proteger e podendo se tornar agressivo para isso. É simples... analisar o cão e entender a situação para resolver o problema de forma sensata e amigável.
Porém, os termos desobediente, dominante e alfa só tentam camuflar a situação e colocar a culpa em cima dos cães. Programas de televisão e livros de adestramento devem ser utilizados de maneira crítica: tentando entender a técnica que está sendo usada. A melhor forma de fazer isso é olhar só para a técnica, sem as interpretações. Se for um programa de televisão, coloque no mudo e interprete a situação. Veja se o cão está feliz, com medo, ansioso, interessado, focado, reprimido ou estimulado... assim você entenderá as técnicas que estão sendo ensinadas. 
Técnicas que usam recompensas como carinho, "festinhas", brincadeiras, comidas, petiscos e a tolerância tendem a aumentar exponencialmente a qualidade de vida do seu cão.
Seja feliz com seu cão!

Se você assistiu CRITICAMENTE aos vídeos dos adestradores populares da mídia como o César Millan (Encantador de Cães) e do Alexandre Rossi (Doutor Pet), pode ter ficado indignado com o tanto de estímulo aversivo e agressão que eles usam no treinamento, não se preocupe que não deixarei você sem nenhum ídolo...  
Encontrei este vídeo que mostra um pouco de tudo que foi abordado nesta postagem. Já tinha ouvido falar muito do Ian Dunbar, mas nunca tinha visto especificamente nada dele. Me surpreendi quando vi ele dizendo coisas que muitas vezes eu falo no adestramento. Espero que gostem.

Ian Dunbar: Dog-friendly dog training



...muitas vezes temos a violência como primeira resposta para algo que nos deixa com raiva.
Precisamos aprender a ter reações mais efetivas e menos destrutivas em situações de estresse.


Comunicação entre cães e pessoas, a imaginação é o limite:
Abaixo, o vídeo da adestradora portuguesa Claudia Estanislau, da empresa It's All About Dogs. Além de ter muito conhecimento, é estudiosa e domina muito bem a teoria e prática da técnica que usa.
Treinamento 100% positivo, oferece cursos online para adestradores. Super recomendo.
Vejam o canal dela no youtube.

IAAD - Its All About Dogs training force free

https://www.youtube.com/watch?v=tisqV9Fsz8I

Nenhum comentário:

Postar um comentário